Sem categoria

É hora de investir

Lançamentos na capital indicam aquecimento do setor imobiliário; o crescimento das vendas de imóveis residenciais pode chegar a 15%.

Por Daniela Mendes, sob supervisão da editora Isabella Grossi

O barulho das construções tem surgido como música aos ouvidos do mercado de imóveis em Belo Horizonte. É que em setembro de 2019 foram vendidos, tanto na capital como em Nova Lima, 3 567 apartamentos novos. Neste mesmo período, os lançamentos totalizaram 2 329 unidades. Logo, com o volume de vendas superior à oferta, a disponibilidade de imóveis novos para comercialização tem reduzido sistematicamente, de acordo com o Sindicato da Construção Civil de Minas Gerais (Sinduscon-MG). Para que o mercado volte a ficar equilibrado, é necessário colocar a mão na massa, e as construtoras estão animadas.

De fato, o Índice de Confiança do Empresário da Indústria da Construção de Minas Gerais (ICEICON-MG) segue acima dos 50 pontos há nove meses. “Tivemos dois lançamentos bem-sucedidos, com cerca de oito a dez plantões espalhados por Belo Horizonte e Nova Lima”, conta o diretor comercial e de marketing da construtora Patrimar, Lucas Couto. “A procura por imóvel e, consequentemente, o fechamento do segundo trimestre foi melhor em relação ao primeiro trimestre, em torno de 50%.”

Se para quem constrói está bom, para quem investe a perspectiva é a mesma. De acordo com o vice-presidente da Área Imobiliária do Sinduscon-MG, Renato Michel, o momento é de comprar. “Observa-se que, com a queda dos juros (Selic), os bancos estão reduzindo as suas taxas do crédito imobiliário, o que torna o momento muito propício para a aquisição da casa própria.”

Conforme o investidor e incorporador Alexandre Lodi, que, em agosto, adquiriu a Construtora Caparaó, estimativa da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) indica crescimento nas vendas de até 15% em 2019.

CONSELHOS DE QUEM VENDE

Os lançamentos de imóveis padrão luxo foram destaque em setembro, somando 212 unidades de um total de 499. “Esse viés de produto com padrão superior para atender famílias com renda acima de 5000 reais é uma tendência forte no mercado de Belo Horizonte”, caracteriza o gestor de vendas da MRV Engenharia, Rodrigo Maia, que também aponta a procura por condomínios com atributos diferenciados. “São unidades muito confortáveis, sustentáveis e modernas, num padrão diferenciado, com energia solar, área de lazer, piscina e salão de festas.”

A presidente da Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais (CMI/Secovi-MG), Cássia Ximenes, corrobora com o otimismo do mercado. “Se comparada a outras capitais brasileiras, como Rio de Janeiro e São Paulo, nossa cidade tem um ótimo potencial de valorização. Temos preços de metro quadrado por região bem competitivos”, adianta. Os bairros, aliás, vêm reagindo de maneiras bem diferentes. É o caso do São João Batista, na região de Venda Nova, cujo aumento de unidades vendidas chega a 160%. Diferentemente do Buritis, campeão de vendas nos últimos anos, que teve queda de 6 por cento. “Outros bairros que tiveram aumento expressivo foram o Prado, Serra e Sion”, acrescenta.

O fato é que tem opção para todo bolso e para todas as exigências. Os imóveis atualizados têm velocidade de venda maior e o aluguel também está num bom momento, o que atrai, dessa forma, os investimentos. A prova disto é a entrada de incorporadoras para o setor de locação. “Com a desburocratização do processo, ficou mais ágil e fácil”, ressalta Ximenes.

Contudo, a característica do cliente imobiliário é a tendência da usabilidade, de preferir locar a ter. “E é aí que os investidores do mercado residencial têm a oportunidade de ainda comprar com bons preços, considerando a tendência de aquecimento do setor em 2020.”

Compartilhe:

Revista Saúde e Estilo

Revista Saúde e EstiloA SAÚDE&ESTILO entra em cena para levar conhecimento e informação ao seu leitor, agregando cuidados com a mente e com o corpo e estimulando a busca por uma vida de hábitos saudáveis. Mantendo, é claro, sua visão responsável sobre longevidade.

Outras postagens de: Revista Saúde e Estilo