Matérias de Capa

A GRANDE VIRADA – LUIZA POSSI

A cantora e compositora conta como conseguiu mudar os hábitos para conquistar e manter um corpo bonito e saudável

Ao longo de seus dezessete anos de carreira, Luiza Possi precisou superar as expectativas de quem supôs que ela viveria à sombra da mãe, a também cantora Zizi Possi. Sem se deixar constranger, a cantora e compositora carioca abraçou os desafios e trilhou seu próprio caminho. Com louvor, diga-se de passagem. Mostrou personalidade e desenvoltura, com uma voz autêntica e composições que esgotaram ingressos Brasil afora. De uns tempos para cá, a beldade vem chamando a atenção também fora dos palcos. Aos 33 anos, ruiva e mais madura, Luiza mudou completamente a alimentação e adotou hábitos mais saudáveis. O resultado ficou visível em suas redes sociais, principalmente o Instagram, em que reúne quase 800000 seguidores.

A mudança que fez a artista eliminar 20 quilos teve iní- cio em 2013, quando Luiza iniciou uma busca que foi muito além da estética. Além de cortar o glúten e evitar alimentos ricos em açúcar e gordura, a cantora introduziu de vez os exercícios físicos na rotina e passou a controlar a mente para levar uma vida mais equilibrada. “É um esforço diário por autoconhecimento, porque não adianta você ter um corpo são e uma mente que não ajuda”, explica. Na estrada desde o ano passado com a turnê Who’s Bad?, um tributo a Michael Jackson, a ruiva conta que o corpo em forma ajudou até mesmo em sua desenvoltura, possibilitando-lhe novas performances no palco. “Fiquei mais ágil para conseguir performar como artista, dançar, ter fluidez e rapidez de movimento”, conta. “Isso me permitiu fazer o musical Divas, as apresentações no Show dos Famosos e, agora, a turnê do Michael”, completa.

Você chamou muita atenção pelo emagrecimento nos últimos anos. O que mudou na sua rotina para alcançar esses resultados?

Eu cortei o glúten e passei a treinar bastante. Cortei fritura também e alimentos quem tenham açúcar ou muita gordura. Mas eu acho que o que mais mudou, e este é o grande segredo, foi conseguir manter uma rotina e não abandoná-la. Ter consistência para cumprir os treinos e a dieta.

Quais exercícios costuma fazer?

Musculação, com o meu personal, que é o Harry Rosenberg. Treino de três a quatro vezes por semana quando estou em São Paulo. Nas viagens, eu pulo corda, faço funcional, flexão, abdominal e agachamento. Procuro sempre alternar aeróbico e musculação para membros superiores e inferiores. Nada muito difícil, por isso eu consigo cumprir.

Qual é a base da sua alimentação?

Abobrinha. Tudo para mim é abobrinha! (risos). Também gosto muito de coalhada seca, abóbora, sopas, hambúrguer de beterraba com arroz e aveia e de lentilha com shiitake. Como muitas coisas saudáveis, porque eu gosto. Gosto do gosto e também de me sentir assim, com bem-estar

E quando quer um prato mais gourmet…

Faço risoto com amêndoas ou com quinoa. Também gosto de carne, adoro comer carne e peixe. Mas sinto que tudo na minha casa tem abobrinha. Até fiz uma enquete com meus fãs para saber qual era a base da alimentação deles, e a maioria respondeu berinjela. Também como muita berinjela, mas o forte mesmo é abobrinha. E o meu prato fitness preferido, que é o poke havaiano.

Se for o caso de sair da dieta, qual é a sua primeira opção?

X-bacon com maionese, acompanhado de batata frita e milk-shake.

Como você consegue manter o corpaço com uma rotina atribulada, cheia de viagens?

Eu não como muito à noite, não me empanturro. Também bebo pouco e continuo fazendo exercícios físicos, porque gosto

Essa mudança de hábitos alterou de alguma forma a sua carreira e o seu trabalho como artista?

Com certeza. O meu corpo ficou mais ágil. Hoje consigo ter uma resposta melhor dos meus movimentos. E também sinto que as pessoas se influenciam muito pela minha maneira de viver positivamente, e isso me deixa feliz e orgulhosa, querendo fazer o bem para mim e para os outros. Sinto que de alguma forma a minha vida alimenta os outros.

Algum segredo para cuidar dos cabelos, agora ruivos?

Nenhum específico, mas o ruivo está tratando muito os meus cabelos, porque o loiro platinado deixava ressecado. Estou feliz com isso.

E a pele, ela recebe cuidados especiais? 

Tomo muito cuidado com o sol. Uso viseira com protetor e passo protetor solar feito sob medida. Também uso ácido, mas, quando vou tomar sol, tenho o cuidado de deixar de passá-lo uma semana antes.

Qual é o seu principal foco no momento?

Estar em dia com a minha saúde para conseguir fazer o meu trabalho de maneira cada vez melhor, com qualidade e alta performance.

O que a inspira no trabalho?

A conquista do público. Conquistar um lugar cativo no coração das pessoas. Saber que tem momentos de altos e baixos, de maior exposição e menor, mas o público continua lá. Eu tenho dezessete anos de carreira e é incrível ver essa conexão até hoje.

E na vida, algo ou alguém?

Sempre falei para a Ivete (Sangalo) que era ela. O jeito com que lida com ela mesma, com as pessoas, com o público, com a carreira. Acho muito bonito

Tem algum projeto novo pela frente?

Estou compondo com vários compositores que eu adoro para um projeto novo que vou gravar. Além disso, estou trabalhando com a Pabblo (Vittar) e com o DJ Gorky. Também quero fazer mais clipes neste ano e tocar a turnê do Michael mais adiante.

Quando não está trabalhando ou cuidando do corpo, qual é o seu hobby?

Estar perto da natureza, na cachoeira Na ou no mar, e andar a cavalo.

Um lugar favorito?

O mar. Se tiver mar, é o meu lugar favorito no mundo.

Algum que sonha em conhecer?

O Havaí. Tenho um desejo muito grande de ir para lá.

Uma paixão?

Meus cachorros, minha casa, barulho de cachorro bebendo água, barulho de vinho caindo no copo. E meu marido.

Uma qualidade que admira em si mesma?

Sou muito determinada, disciplinada e alguém que tem muita vontade de se tornar um ser humano melhor, uma pessoa mais evoluída.

O que mais a encanta no mundo?

Essa espiral interna da gente estar sempre evoluindo, não importa em quê. Até mesmo decair é um tipo de evolução para a alma, porque aprendemos com isso.

E o que mudaria no mundo se pudesse?

O julgamento que temos com nós mesmos e com os outros. Essa chibata que é uma loucura, quanto a gente se trata mal e julga mal os outros, mesmo sem perceber. Isso é algo inconsciente que precisa ser mudado, dizendo para si: “Não quero mais fazer isso”.

O que você acha mais atraente em um ser humano?

A humildade. É uma coisa que me encanta, e que quebra as pernas de qualquer um.

Pensa em ter filhos?

Comecei a pensar nisso e percebi que quero, sim. Mas ainda não sei quando.

Qual foi o maior desafio que você já enfrentou na vida e como o superou?

Meus pais. Meu pai teve muitas doenças. Teve câncer, depois enfartou, ficou em coma e fez transplante. Minha mãe também ficou um ano internada com problemas na coluna, passando muito mal. Isso foi difícil, mas eu superei entregando-me completamente a eles e ao amor que sinto por eles.

Compartilhe:

Revista Saúde e Estilo

Revista Saúde e EstiloA SAÚDE&ESTILO entra em cena para levar conhecimento e informação ao seu leitor, agregando cuidados com a mente e com o corpo e estimulando a busca por uma vida de hábitos saudáveis. Mantendo, é claro, sua visão responsável sobre longevidade.

Outras postagens de: Revista Saúde e Estilo