Matérias de Capa

LINDA LEVE E SOLTA

UM ANO APÓS DEIXAR O PROGRAMA PÂNICO, NA BAND, MARI GONZALEZ É FENÔMENO NAS REDES SOCIAIS E ACABA DE RELANÇAR SEU CANAL NO YOUTUBE por Rafaela Matias

Em seu primeiro dia no programa Pânico, na Band, Mari Gonzalez já mostrou a que veio. A Baianinha, como foi apelidada, tomou as rédeas e ajudou a apresentar o humorístico, com carisma e desenvoltura. Não demorou até que fosse promovida de assistente de palco a repórter. Talvez por isso tenha sido uma surpresa o anúncio da saída de Mari, em maio do ano passado.

Ela queria voar mais alto. Aos 24 anos, a gata decidiu investir em suas redes sociais, principalmente o Instagram, onde já acumula 2,7 milhões de seguidores. De lá para cá, fechou contratos de publicidade com grandes marcas, como a Adidas, e, agora, acaba de relançar seu canal no YouTube, o “100 Ideias”, que divide com a amiga Taty Betin. Nos vídeos, as duas falam sobre o cotidiano, dão dicas fitness, fazem vídeos divertidos com os namorados e promovem brincadeiras com os seguidores.

O amor também prosperou. Mari Gonzalez passou a dividir o apartamento com o namorado, o empresário Jonas Fernando Sulzbach, de 32 anos. Juntos, eles formam um dos casais mais cobiçados do mundo fitness. Compartilham, diariamente, com seu séquito, treinos para fazer em dupla e dicas para manter o foco. E foco, Mari tem de sobra. Para manter os 16% de gordura, distribuídos em 1,74 metro e 62 quilos, a Baianinha malha pesado — no mínimo, cinco vezes por semana — e garante que o apoio de Jonas é fundamental. “Somos muito parceiros. A gente brinca que, se for para brigar, a gente vai treinar”, diverte-se.

Como foi a decisão de sair de Salvador para morar sozinha em São Paulo, na época do Pânico?

Nada foi planejado. No início, precisei me adaptar, porque fazia educação física na Universidade Federal de Salvador. Como os trabalhos de modelo foram dando certo, as oportunidades surgiram, e eu tive que abandonar o curso. Mas só fiz isso quando tive a certeza de que era a escolha certa.

O que a fez deixar o programa?

Até então eu nunca tinha trabalhado na TV, foi uma época em que aprendi muito. Tive a experiência de entrevistar e quis seguir por esse caminho. Mas depois que acabou o contrato, eu refleti e vi que era hora de fechar esse ciclo e buscar novas oportunidades.

Você emagreceu bastante após a saída do Pânico, adotou um estilo mais sequinho.

Um pouco antes de sair, eu já estava nesse processo de mudar a alimentação e focar nos treinos funcionais aeróbicos. Diminuí o carboidrato e passei a priorizar exercícios de alta intensidade e menos carga.

Acha que o Mahamudra teve influência nisso?

Quando conheci o Jonas, eu já tinha escutado sobre o Mahamudra, mas não conhecia tão bem. É um treino que me ajudou muito a secar e a desenhar meu corpo.

Em que momento você se encantou pelo mundo fitness e decidiu adotar esse estilo de vida?

Acho que desde pequena. Minha família sempre foi envolvida com esportes. Mas passei a gostar mesmo quando vias transformações em meu corpo por causa da alimentação e dos exercícios.

Já sentiu que estava exagerando
nas restrições?

Nunca tive distúrbios alimentares e nunca fui extremista. Acho que tudo tem limite. Devemos nos comprometer a ter uma alimentação equilibrada, mas não ser radical a ponto de não comer nunca algo. Tudo pode, com moderação

 

Qual é a sua rotina de treinos?

Treino todos os dias. Quase sempre funcional, mas uma vez por semana faço musculação.

E quem é a sua principal inspiração?

Anllela Sagra, a musa fitness colombiana. Como faz para manter a disciplina, especialmente em viagens?

Viagem é sempre mais difícil, mas, basicamente, você precisa conhecer bem sua dieta e se encaixar da melhor maneira. Além de ter força de vontade, é claro. Sempre existe uma forma de manter a dieta, seja onde for.

Você é adepta dos tratamentos estéticos?

Hoje eu invisto em massagens, como a drenagem linfática e a modeladora. É raro eu fazer algum tratamento com máquinas.

Qual parte do seu corpo mais lhe agrada?

Barriga e costas.

Já fez cirurgias plásticas?

Coloquei silicone e fiz lipoaspiração na axila.

Mudaria outra coisa em você?

Atualmente, nada.

Além da saúde do corpo, você já frisou que adora cuidar dos dentes. O que costuma fazer para manter o sorriso bonito?

É verdade. Uma das coisas que eu sempre presto atenção é no sorriso. Procuro fazer a higiene bucal direitinho e, de vez em quando, opto pelo clareamento.

Você viaja bastante. Tem um lugar favorito no mundo?

Los Roque, na Venezuela. É impressionante aquele mar azul.

Algum que ainda quer muito conhecer?

Tailândia, Polinésia, Maldivas e África do Sul.

Qual é o seu hobby?

Amo viajar e gosto muito de ler. Geralmente leio um livro por mês. É tão bom voltar às origens e ler, se desligar um pouco das redes sociais. Gosto muito de ir à praia com amigos também.

Foi onde você e o Jonas se conheceram?

Não, nos conhecemos pelo WhatsApp. Eu tinha terminado um relacionamento e uma amiga mandou uma foto minha para ele. Todo mundo comentava que a gente tinha que se conhecer e, depois disso, começamos a nos falar e não nos largamos mais.

O que mudou com a vida de casada?

Mesmo separados, nós já vivíamos juntos. Então foi bem fácil, não mudou muita coisa.

Aliás, vocês não se casaram oficialmente ainda. Pretendem?

Somos namorados. Ele ainda não me pediu em casamento, não! (risos) Sim, a gente sempre conversa sobre isso. Meu sonho é casar na praia, algo bem leve ao som de Jorge & Mateus no violão.

E filhos fazem parte dos planos?

Claro, queremos sim.

Vai haver uma preparação para manter o corpo enxuto após a gravidez?

Quero manter os treinos e a alimentação. Quero ser uma mamãe ativa. Sempre com acompanhamento médico, é lógico.

Vocês dois são bem fitness. Também saem da linha às vezes? Quem fura mais a dieta?

O Jonas. Ele tem mais facilidade para “furar a dieta”. Eu procuro ficar na linha, mas sorvete é a minha perdição.

E na hora de matar o treino para dormir até mais tarde?

Eu! Prefiro sempre treinar mais tarde. (risos) Mas sou bem determinada. Se precisar, acordo cedo, sim.

Qual o segredo de um relacionamento saudável?

O principal é se colocar no lugar do outro. Praticamos muito isso. Relacionamento é não estar sempre com a razão.

O que você acha mais atraente nele?

O sorriso é apaixonante. Na verdade, tudo nele me atrai. Ele tem um coração enorme. E a maneira como trata as pessoas. Sou fã mesmo!

Vocês são ciumentos? Como lidam com o assédio dos fãs?

Temos maturidade e não brigamos por ciúme. Levamos tudo numa boa, mesmo. Podemos brigar por outras coisas, mas por ciúme, nunca.

Mari por Mari: como você se define?

Menina determinada e positiva. O que eu quero, vou atrás e consigo. Quando acreditamos, conseguimos.

Qual a maior vantagem de ser uma influenciadora digital?

É muito legal você conseguir motivar outras pessoas a respirar saúde. É uma troca. Ter o compromisso de ajudar meus seguidores, de alguma forma, me ajuda a manter o meu propósito.

 

Compartilhe:

Revista Saúde e Estilo

Revista Saúde e EstiloA SAÚDE&ESTILO entra em cena para levar conhecimento e informação ao seu leitor, agregando cuidados com a mente e com o corpo e estimulando a busca por uma vida de hábitos saudáveis. Mantendo, é claro, sua visão responsável sobre longevidade.

Outras postagens de: Revista Saúde e Estilo