ESTÉTICA

MD CODES, HARMONIZAÇÃO FACIAL, LIP LUSH, O QUE ESCOLHER?

TECNOLOGIAS DEVEM SER INDICADAS COM BASE NO ESTUDO PROFUNDO DE CADA PACIENTE

Cada vez mais observamos, na mídia e nas redes sociais, a oferta de aparelhos e técnicas de procedimentos injetáveis diferentes, cada qual intitulado o melhor e mais moderno. É fundamental que o dermatologista acompanhe toda essa evolução participando de cursos e congressos durante o ano, mas mais importante que ficar a par das tendências é entender as especificidades de cada tecnologia e saber aplicá-las corretamente.

Já ouviu falar em MD Codes? Harmonização facial? Lip Lush? Todos são nomes dados ao procedimento de preenchimento facial. Não existe o melhor, e sim o mais indicado para um paciente específico, respeitando suas vontades e características. Em um mundo onde a estética tem se tornado tão distorcida, o que realmente importa é que o paciente converse com seu médico de confiança para, juntos, com base na queixa e na manutenção do senso estético, escolherem o melhor procedimento.

A estética deve ter foco em manter as características, revertendo apenas parte do que perdemos com o envelhecimento. Não podemos ter a ilusão de que os procedimentos nos farão voltar no tem- po. O melhor resultado é aquele que passa despercebido: quando recebemos um elogio e a pessoa, apesar de notar uma diferença positiva, não sabe exatamente indicar de onde veio.

“A ESTÉTICA DEVE TER FOCO EM MANTER AS CARACTERÍSTICAS, REVERTENDO APENAS PARTE DO QUE PERDEMOS COM O ENVELHECIMENTO”

Compartilhe:

Isis Oliveira

Isis OliveiraÉ dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, sócia da DuoClinic, speaker do Laboratório Galderma. CRM 39785 RQE 45216

Outras postagens de: Isis Oliveira